• Agroindústrias
    Agroindústrias
  • Alimentação Escolar
    Alimentação Escolar
  • Assistência Técnica
    Assistência Técnica
  • Biodiesel
    Biodiesel
  • Crédito Rural
    Crédito Rural
  • Diversificação Econômica
    Diversificação Econômica
  • Garantia Safra
    Garantia Safra
  • Mais Alimentos
    Mais Alimentos
  • PAA
    PAA
  • PGPAF
    PGPAF
  • Política Setorial do Leite
    Política Setorial do Leite
  • Projetos Especiais
    Projetos Especiais
  • Redes Temáticas de ATER
    Redes Temáticas de ATER
  • SEAF
    SEAF
  • Selo da Agricultura Familiar
    Selo da Agricultura Familiar
  • Sociobiodiversidade
    Sociobiodiversidade
  • SUASA
    SUASA
  • Talentos do Brasil
    Talentos do Brasil

Programas



Cooperativismo

O aprendizado adquirido com o desenvolvimento do trabalho de organização da base produtiva no PNPB mostrou que um dos caminhos efetivos para a consolidação da participação da agricultura familiar passa pela organização cooperativa.

Organizados cooperativamente, os agricultores familiares passam a ter maiores vantagens em termos de escala de produção, redução de custos, logística, facilidade de acesso a insumos e tecnologias de produção, maior poder de barganha ao negociar os contratos com empresas produtoras de biodiesel, entre outros.

Além disso, a cooperativa de agricultores familiares e possuidora da DAP tem acesso a outros mercados e programas além do biodiesel, como, por exemplo, os mercados abertos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), e pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), entre outros.

A interação entre PNPB e outros programas da SAF, como o PAA e PNAE, vem possibilitando enormes oportunidades para cooperativas de agricultores familiares em todo o Brasil, com acesso a mercados diferenciados, geração de renda e fomento à produção consorciada de alimentos e energia pelos seus cooperados.

Dessa forma, o foco na formação de cooperativas e no fortalecimento das existentes pode proporcionar alternativas para uma participação mais qualificada e sustentável dos agricultores familiares no PNPB, e superar os tradicionais gargalos agrícolas, mercadológicos e gerenciais desses atores.

Para isso o MDA apoia Projetos e Parcerias, por meio de Chamamentos Públicos, voltados ao fortalecimento organizacional e gerencial das cooperativas da agricultura familiar.

Para regulamentar a participação dessas cooperativas no PNPB, o MDA também publicou a Instrução Normativa nº 01 de 20 de junho de 2011, que habilita cooperativas da agricultura familiar à participar do programa e regulamenta o mercado de oleaginosas comercializadas via cooperativa beneficiando as cooperativas que realmente possuem DAP e participam do PNPB.

Para conferir os números e a evolução da participação de cooperativas da agricultura familiar no PNPB, ver: 

Cartilha do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) – inclusão social e desenvolvimento regional

Para conferir as cooperativas da agricultura familiar habilitadas à fornecer matérias primas para produtores de biodiesel detentores da concessão de uso do Selo Combustível Social, ver:

Cooperativas da agricultura familiar habilitadas para comercialização – Selo Combustível Social

  • APAS
  • CENATER
  • Chamamentos e Chamadas de ATER
  • congresso
  • Chamadas de Ater
  • Plano Safra
  • Chamadas Ater
  • Chamada Pública Talentos Brasil Rural
  • manual
  • Seleção de roteiros turísticos
  • Rede Brasil Rural
  • Resultado Chamadas de Ater
  • Mais Alimentos
  • Chamada Talentos do Brasil Rural Pré-seleção
  • Chamada Pública serviços de Ater
  • Tecnologias de Base Ecológica
  • Resultado Chamadas de Ater
  • SMAP
  • Credenciamento de ATER
  • Alimentação Escolar

Ministério do Desenvolvimento Agrário - Secretaria da Agricultura Familiar

Setor Bancário Norte – Qd. 01 – BL D - Palácio do Desenvolvimento – 06º andar
CEP 70057-900 – Brasília – DF - Telefone: (61) 2020-0910 fax: (61) 2107-0909